almanaque silva

Ícone

histórias da ilustração portuguesa

Uma aventura na Grécia

Esta é uma história dos tempos em que a Grécia se batia com formidáveis colossos como o sofisticado império persa de Artaxerxes e não com os hodiernos bárbaros Gauleses ou Germanos. No livro Anábasis, que quer dizer retirada para o interior, traduzido como A Retirada dos Dez Mil, o ateniense Xenofonte relata as atribuladas aventuras de um exército grego, desempregado desde o fim das Guerras do Peloponeso, após uma expedição mercenária à Pérsia para combater ao lado do ambicioso Ciro, o Jovem, contra o seu irmão Artaxerxes II. Apesar da morte de Ciro, os gregos venceram, mas foram atraiçoados num simulacro de armistício e os seus chefes chacinados. Os mercenários legeram novos líderes, entre eles Xenofonte, e resolveram regressar a casa numa penosa jornada, pelo ano 401 antes de Cristo.

A edição portuguesa referenciada integrou uma coleção de obras completas de Aquilino Ribeiro que teve uma preciosa tiragem especial de 300 exemplares iluminada por alguns dos grandes ilustradores editoriais portugueses das décadas de cinquenta e sessenta. N’A Retirada dos Dez Mil (que Aquilino traduziu e prefaciou copiosamente), a anatomia nervosa e caligráfica de Júlio Gil (Lisboa, 1924-2004) resolveu bem estas matriciais aventuras de capa e espada, com dez ilustrações espalhadas no miolo do livro. Tal como muitos dos seus colegas contemporâneos, Gil utilizou uma segunda cor para modelar volumes e perspetivas, mas este recurso, corrente nas edições da época, atingiu aqui uma qualidade superlativa, tributária do mestre da banda desenhada que Gil também foi. O açafrão de pincelada larga, extravasando a prisão do traço negro, cria planos autónomos que interagem numa espécie de sequência narrativa, como por exemplo, na negociação do armistício com os Carducos, onde os guerreiros gregos em terceiro plano sugerem o fatal desenlace do encontro. Gil já tinha glosado o tema em oito pranchas de banda desenhada para o primeiro volume de Mar Alto, uma compilação de textos para o 1.º ano do Ciclo Preparatório e para o curso Complentar do Ensino Técnico Profissional.

Depois de enfrentarem povos hostis, chefes tribais sanguinários e o relevo acidentado da Arménia, os 10 mil chegaram finalmente a Trebizonda, na costa do Mar Negro, para serem repatriados. Quando vêem o mar saudam-no com o grito thálassa, thálassa! (O mar, o mar!).

An adventure in Greece

This is a story about the days when Greece battled against formidable giants, such as the sophisticated Persian empire of Artaxexes, and not just cheap Gallic or German barbarians. In his book Anabasis, which is Greek for ‘going up’ and translated as The Retreat of the Ten Thousand, Xenophon of Athens tells of the chequered adventures of a Greek army and its soldiers who, finding themselves out of work at the end of the Peloponnesian Wars, formed a mercenary force to go on an expedition to Persia and fight Artaxerxes II on the side of his ambitious brother, Cyrus the Younger. Although Cyrus was killed, the Greeks won the battle but tricked by a false armistice, their leaders were butchered. They elected new ones, including Xenophon, and decided in 401 BCE to return home on what was to prove a gruelling journey.

This Portuguese edition was part of a collection of the complete works by Aquilino Ribeiro (who translated it and wrote a long introduction). A precious special run of 300 copies of the collection was printed and several great Portuguese editorial illustrators of the 1950s and 60s illuminated the stories. Júlio Gil (Lisbon, 1924-2004) with his nervy anatomic sketching and calligraphy deftly handled these ancient heroic adventures, templates for later swashbuckling tales, with ten illustrations spread out throughout the book. Like many of his contemporary illustrators, Gil used a second colour to create volume and perspective, and this method, though a normal luxury in printing at the time, attained a superlative quality here, as could be expected from the master of the comic strip that Gil also was. The saffron yellow in wide brush strokes that spills over the black-line prison creates autonomous planes that interact in a kind of narrative sequence, as in, for instance, the negotiation for an armistice with the Carduchi, where the Greek warriors in the third plane hint at the deadly outcome of the meeting. 

Having faced hostile peoples, bloodthirsty tribal leaders and the difficult terrain of Armenia, the ten thousand eventually reached Trabzon on the coast of the Black Sea as they made their way home. When they sighted the sea, they cried out ‘Thalassa, thalassa!’ (The sea, the sea!). 

As ilustrações foram restauradas digitalmente The illustrations were digitally restored

Fontes Sources

Prefácio de Aquilino Ribeiro para A Retirada dos Dez Mil, edição da Livraria Bertrand, 1957

Foreword by Aquilino Ribeiro for The Retreat of the Ten Thousand, Livraria Bertrand, 1957

http://scriptavirtual.blogspot.com


Filed under: Júlio Gil, ,

Deixar uma resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

WordPress.com Logo

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Log Out / Modificar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Log Out / Modificar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Log Out / Modificar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Log Out / Modificar )

Connecting to %s

Visitas

  • 259,749

Posts

Seguir

Get every new post delivered to your Inbox.

Junte-se a 1.049 outros seguidores

%d bloggers like this: