almanaque silva

Ícone

histórias da ilustração portuguesa

Romance

ROMANCE 18

«Os Caminhos da Felicidade», Romance n.º 18, 3 de maio de 1958, Aguiar & Dias Lda., Carlos Alberto Santos

«Ela sofria tanto de ser pobre que só nutria uma ambição: desposar alguém que a arrancasse ao meio onde vivia. Mas não é fácil renegar os seus.»

Inserto no conto «Juventude  do Coração» no número 6 da revista Romance — Contos e Novelas, este lead é uma justa síntese das toneladas de novelas e romances que replicaram, ao longo de décadas, a história universal da Gata Borralheira. Tal abundância tinha os seus cultores nacionais, mas era importada sobretudo de Espanha e Itália, abastecendo uma miríade de publicações nacionais que apostava na produção barata mas, ainda assim, atraente ao olhar do público feminino. A Romance, datada de 1958, seria uma curiosa antecessora de um género que atingiria o apogeu, já nos anos sessenta, a inolvidável fotonovela. Com 32 páginas e um formato generoso a rondar o A4, a Romance foi um fenómeno editorial fugaz, conhecendo o Almanaque 23 números, com publicação semanal ao sábado. 

(Quanto à rapariga da história, acabou por ficar com o rapaz pobre e de bom coração, renegando o fidalgote rico e má rês por quem se embeiçara no início do conto.)

ANÚNCIO 2

O que significava, para o editor da Romance, ser um «desenhador hábil» argumento suficientemente relevante para constar de vários anúncios insertos na revista? provavelmente um artista capaz de representar uma cena passional com qualidade narrativa e uma anatomia exemplar, um ilustrador, portanto, capaz de ombrear com um Emilio Freixas, ilustrador espanhol especialista da literatura cor de rosa da época. O género teve entre nós um cultor de grande gabarito, visita regular deste Almanaque: o «hábil» Carlos Alberto Santos (Lisboa, 1933-Lisboa, 2016), uma verdadeira máquina de ilustrar que alimentou a prolífica editora Agência Portuguesa de Revistas durante duas décadas, em todos os temas possíveis da literatura popular, da guerra ao faroeste, do soft porno ao histórico, do policial à espionagem. Pela Romance pontuaram outros talentos, sem biografia reconhecível, como um Gayo, na capa do número 17. As ilustrações do miolo da revista, impressas a preto em sofrível papel, foram, na quase totalidade, criadas por Carlos Alberto Santos, que repartia as capas da Romance com outros dois portugueses, José Manuel Soares (São Teotónio, 1932-Costa da Caparica, 2017) e José Antunes (Lisboa, 1937-Lisboa, 2010), artistas gráficos talhados na ilustração narrativa, afeiçoada à banda desenhada e às encomendas da indústria publicitária. O realismo desenhado exige, no entanto, mão disciplinada e uma visão cinematográfica, que só tiveram realização plena com Carlos Alberto. Comparem-se as capas dos números sete e nove para aferir o virtuosismo deste e as tropelias anatómicas de José Antunes. Após a euforia modernista das décadas de 20 e 30, o verismo pictórico voltava a ser peça fundamental para conferir à literatura do coração os standards de beleza, masculina e feminina, que as concorrentes fitas de Hollywood praticavam nos cinemas de Lisboa e Porto.

ROMANCE 2

«Cartas antigas», Romance n.º 2, 11 de janeiro de 1958, Aguiar & Dias Lda., José Antunes

ROMANCE 4

«O amor era mais forte», Romance n.º 4, 25 de janeiro de 1958, Aguiar & Dias Lda., José Antunes

ROMANCE 6

«O pássaro de fogo», Romance n.º 6, 8 de fevereiro de 1958, Aguiar & Dias Lda., José Manuel Soares

ROMANCE 7

«O elefante de jade», Romance n.º 7, 15 de fevereiro de 1958, Aguiar & Dias Lda., Carlos Alberto Santos

ROMANCE 9

«Amar é fácil», Romance n.º 9, 1 de março de 1958, Aguiar & Dias Lda., José Antunes

ROMANCE 12

«Não passou dum sonho…», Romance n.º 12, 22 de março de 1958, Aguiar & Dias Lda., José Antunes

ROMANCE 15

«Um beijo dado a Ângela», Romance n.º 15, 12 de abril de 1958, Aguiar & Dias Lda., Gayo

ROMANCE 17

«Um homem pacífico», Romance n.º 17, 26 de abril de 1958, Aguiar & Dias Lda., Carlos Alberto Santos

ROMANCE 20

«A filha do professor», Romance n.º 20, 17 de maio de 1958, Aguiar & Dias Lda.

ROMANCE 23

«Milagre de amor», Romance n.º 23, 7 de junho de 1958, Aguiar & Dias Lda.

 

Filed under: Carlos Alberto Santos, José Antunes, José Manuel Soares, , , ,

Visitas

  • 536.311

Posts