almanaque silva

Ícone

histórias da ilustração portuguesa

Maria Celeste Costa

Lisboa, 1939-2013

celeste 2sss

BIOGRAFIA

Celeste Costa nasceu em Lisboa a 15 de maio de 1939. estudou em Portugal e em França. Fez a sua primeira exposição individual com 18 anos (escultura e peças cerâmicas), a convite de Leitão de Barros, no Jardim da Estrela. Fez o Curso de Ornato e Modelo da SNBA em 57/58. Finalizou o curso de Escultura da António Arroio em 1959. Esteve representada no V Salão de Arte Moderna da SNBA com uma escultura. Participou no Boletim Arte, revista da SNBA em 1962 e 63. Ilustrou no Diário Ilustrado, Diário de Notícias e nas revistas Flama e Panorama. Em 1961/1962, fez o Curso de Gravadores Portugueses e forma ateliê com António Sena, Jasmim Matos e Sara Pollery. Em 1963 integra a exposição Medicina 63, retrospetiva dos últimos 50 anos de arte contemporânea portuguesa, na Faculdade de Medicina de Lisboa. Em 1964 foi bolseira da Gulbenkian em Bourges. Teve uma medalha de bronze para uma tapeçaria no III Salão de Arte Moderna da Costa do Sol, em 1965. Teve representação no Salão Nacional de Arte em 1967 e 69. Em 1967, após um 2.º prémio no Concurso de Contos do Diário Popular, passa a colaboradora do jornal, com apontamentos de reportagem e ilustrações. Obtém uma medalha de prata em tapeçaria pela Junta de Turismo da Costa do Sol, em 1968. Em 1975, executa um mural de 6 metros de largo para a sala de partos da Clínica Comunal da Cova da Piedade. Em 1977 estuda e pratica sobre azulejaria portuguesa e árabe na Fábrica de Sant’Ana. Concebeu e executou tapeçaria para o hall da Messe de Santa Clara, em 1983. Em 1984 participa na coletiva Largos Horizontes, na SNBA. Em 1985, interessa-se pela aplicação da escultura no trabalho com invisuais. Em 1986, realiza uma série de desenhos Estudo Morfológico das Raças Humanas. Colabora no jornal Angolê. Em 1987, frequenta Antropologia e Psicanálise e etologia na Universidade Nova.

.Maria Celeste Costa, retrato de Manuel de Castro di 1962 s

Retrato de Manuel Castro, Diário Ilustrado, 1962

PERIÓDICOS / Diário Ilustrado
1962
Diário Ilustrado, 6 dezembro. Rui Mário Gonçalves (tal e qual): «Há que lutar por uma crítica activa», il. 1 cor.

PERIÓDICOS / Diário de Notícias, supl. Artes e Letras
1969
Diário de Notícias, Artes e Letras, 13 fevereiro. Domingos Rebelo, il. 1 cor.
Diário de Notícias, Artes e Letras, 20 março. João Hogan, il. 1 cor.
Diário de Notícias, Artes e Letras, 3 abril. Varela Aldemira, il. 1 cor.
1970
Diário de Notícias, Artes e Letras, 16 abril. Cipriano Dourado, il. 1 cor.

PERIÓDICOS / Diário Popular
1967
Diário Popular, 2 novembro. Concurso de Contos do Diário PopularImitação da verdade, por Mário Jorge Meireles de Moura Teixeira. il. 1 cor.
Diário Popular, 30 novembro. Concurso de Contos do Diário PopularOs heróis caem de pé, por Alcide Augusto Sá Costa. il. 1 cor.
Diário Popular, 24 dezembro. Concurso de Contos do Diário PopularEscritório, por urbano Tavares Rodrigues. il. 1 cor.
Diário Popular, 28 dezembro. Concurso de Contos do Diário PopularO tio, por Pedro Alberto Bandeira Freire. il. 1 cor.
1968
Diário Popular, 25 janeiro. Concurso de Contos do Diário PopularO começo, por Pedro Alberto Bandeira Freire. il. 1 cor.
Diário Popular, 1 fevereiro. Concurso de Contos do Diário PopularUm avião para Berlim, por Luís Maria da Silva Ramos. il. 1 cor.

Diário Popular, 22 fevereiro. Concurso de Contos do Diário PopularFélix ou o marinheiro que procura o mar, por Fernando Neves Moreira. il. 1 cor.
Diário Popular, 11 abril. A dançarina de marfim, por Cyprian Ekwensi. il. 1 cor.
Diário Popular, 9 maio. Um conto por diaA flauta do pastor e a tempestade, por Paulo Emílio. il. 1 cor.
Diário Popular, 25 julho. Concurso de Contos do Diário PopularO travo, por Francisco B. Reich de Almeida. il. 1 cor.
Diário Popular, 8 agosto. Concurso de Contos do Diário PopularO silo, por Custódio Mora Alves. il. 1 cor.
Diário Popular, 3 outubro. Concurso de Contos do Diário PopularEsperei trinta e dois minutos e não vieste, por António Bernardo Pessoa de Brito e Cunha. il. 1 cor.
Diário Popular, 17 outubro. Concurso de Contos do Diário PopularChuva de Verão, por Dinis Pereira Chaves. il. 1 cor.
Diário Popular, 7 novembro. Concurso de Contos do Diário PopularO poder do azul, por Maria Eugénia Moreira Elvas. il. 1 cor.

Diário Popular, 28 novembro. Concurso de Contos do Diário PopularO Tio Rodrigo, por Manuel Ruy Pàrissi Ferreira Campos. il. 1 cor.
Diário Popular, 12 dezembro. Concurso de Contos do Diário PopularRetalhos de uma vida, por Jacinto Manuel Marques Aleixo. il. 1 cor.
Diário Popular, 5 dezembro. Concurso de Contos do Diário PopularDuas horas na vida de uma mulher, por Maria do Carmo Abecassis Nórton de Matos. il. 1 cor.

1969
Diário Popular, 2 janeiro. Concurso de Contos do Diário PopularCélia, por Adolfo de Oliveira Manso. il. 1 cor.
Diário Popular, 23 janeiro. Um conto por diaO «Sud» passou à tabela, por Maria da Graça Horta Pereira Nogueira Ferrão. il. 1 cor.
Diário Popular, 30 janeiro. Um conto por diaO caranguejo do Natal, por George F. W. Dykeff. il. 1 cor.
Diário Popular, 6 fevereiro. Um conto por diaMetamorfose, por João Manuel Vicente Farias. il. 1 cor.
Diário Popular, 13 fevereiro. Um conto por diaGuerra, por Carlos Alberto de Castro Silva Gaspena. il. 1 cor.
Diário Popular, 6 março. Um conto por diaDespeço-me, por Orlando Neves. il. 1 cor.
Diário Popular, 17 abril. Um conto por diaA Ramalha, por Hersília de Menezes L. de Carvalho. il. 1 cor.
Diário Popular, 8 maio. Um conto por diaPragas sem razão…, por Frederico A. Lopes da Silva. il. 1 cor.
Diário Popular, 24 julho. Um conto por diaDo homem que resiste, por Nuno Bermudes. il. 1 cor.
Diário Popular, 14 agosto. Um conto por diaOs protótipos, por João D’Assis Gomes. il. 1 cor.
Diário Popular, 9 outubro. Concurso de Contos do Diário PopularImagens em torvelinho, por Vítor Manuel Moreira Grenha Macieira. il. 1 cor.
Diário Popular, 18 outubro. Concurso de Contos do Diário PopularNotas de um espírito em viagem, por João Manuel Peres Alves da Costa. il. 1 cor.
Diário Popular, 23 outubro. Concurso de Contos do Diário PopularUns caramelos…, por Isabel Teixeira da Mota. il. 1 cor.
Diário Popular, 6 novembro. Concurso de Contos do Diário PopularO galo e a velha, por Idalécio Cação. il. 1 cor.
Diário Popular, 9 novembro. Concurso de Contos do Diário PopularSem paragem no caminho longo, por T. T. Gil. il. 1 cor.
Diário Popular, 26 novembro. Concurso de Contos do Diário PopularO Cronosteves, por José Manuel Ramos Luelmo. il. 1 cor.
1970
Diário Popular, 12 fevereiro. Concurso de Contos do Diário PopularQuando Deus criou a rosa, por Maria Isabel Conceição Matos Jorge. il. 1 cor.
Diário Popular, 26 fevereiro. Concurso de Contos do Diário PopularO sonho do peregrino, por João Manuel Peres Alves da Costa. il. 1 cor.
Diário Popular, 9 abril. Concurso de Contos do Diário PopularFraternidade, por António Manuel Fernandes. il. 1 cor.

Maria Celeste Costa 1970 s

Diário Popular, 28 maio. Um conto por diaEterna vertigem, por Manuel de Freitas Escaleira. il. 1 cor.
Diário Popular, 18 junho. Deserto, il. 1 cor.
Diário Popular, 20 agosto. Um conto por diaSolidão, por Maria do Pilar Teixeira da Silva. il. 1 cor.
Diário Popular, 27 agosto. Concurso de Contos do Diário PopularDesconcertantemente; lá para trás um gato; o focinho primitivo, por Henrique Nogueira-Vieira. il. 1 cor.
Diário Popular, 17 setembro. Concurso de Contos do Diário PopularAquele mundo de ratos, por Armando Bastos Teixeira da Mota. il. 1 cor.
Diário Popular, 15 outubro. Concurso de Contos do Diário PopularRonda da Noite, por Idalécio Cação. il. 1 cor.
Diário Popular, 22 outubro. Concurso de Contos do Diário PopularDe como D. Sueiro Fafes de Baião se casou com Dona Ervilhida Múnio, neta do Prócer da Maia, e fez o seu testamento, por Carlos Nuno Sirgado Serra. il. 1 cor.
Diário Popular, 5 novembro. Concurso de Contos do Diário PopularMoto-contínuo, por José Maria de Almeida. il. 1 cor.
Diário Popular, 17 dezembro. Concurso de Contos do Diário PopularAmarga renúncia, por Guilhermina Maria Frazão. il. 1 cor.
Diário Popular, 24 dezembro. Concurso de Contos do Diário PopularSem legendas, por Maria Céu da Silva David Estrela. il. 1 cor.
Diário Popular, 29 dezembro. Adolfo Casais Monteiro, il. 1 cor.
Diário Popular,—. Um conto por diaO parque da minha imaginação, por Francisco Amaral. il. 1 cor.
1971
Diário Popular, 11 março. Um conto por DiaOs homens negros, por João Alves da Costa. il. 1 cor.
Diário Popular, 1 abril. Um conto por DiaRegresso, por Manuel Cabral. il. 1 cor.
Diário Popular, 22 abril. Um conto por DiaA mudança, por Maria Madalena da Câmara Pereira. il. 1 cor.
Diário Popular, 22 julho. Um conto por DiaQuando a noite vem, por Maria do Pilar Andrade Figueiredo. il. 1 cor.
Diário Popular, 9 setembro. Um conto por DiaGaitinhas – o cigano, por Albano de Matos. il. 1 cor.
Diário Popular, 9 dezembro. Um conto por DiaO jardim do Conde de Verride, por Isabel Vaz Raposo. il. 1 cor.
1976
Diário Popular, Gazeta das Artes, 16 dezembroO Henriquinho, por Maria Ondina Braga. il. 1 cor.

Maria Celeste Costa dp 1977
1977
Diário Popular, Gazeta das Artes, 20 janeiroBrasil: a censura ataca. il. 1 cor.

Maria Celeste Costa As formigas 1977
Diário Popular, Gazeta das Artes, 20 janeiroAs formigas. por Lygia Fagundes Telles. 1 il. 1 cor.
1980
Diário Popular, Letras e Artes, 30 outubroSardenta, poesia de Cesário Verde. il. 1 cor.
Diário Popular, Letras e Artes, 20 novembroÀs mesas espelhentas do Martinho, da poesia Arrojos, de Cesário Verde. il. 1 cor.
1981
Diário Popular, Letras e Artes, 29 janeiroSob os abafos bons, da poesia Noites gélidas, de Cesário Verde. il. 1 cor.
Diário Popular, 2 maio. As cinzas de Miguéis chegam amanhã a Lisboa. il. 1 cor.
Diário Popular, Letras e Artes, 28 maio. Alegremente exacto, da poesia Cristalizações, de Cesário Verde. il. 1 cor.
Diário Popular, Letras e Artes, 2 julho. 1 il. 1 cor.
Diário Popular, Letras e Artes, 16 julho. …O gelo por esposo, da poesia Deslumbramento, de Cesário Verde. il. 1 cor.
Diário Popular, Letras e Artes, 9 julho. Vapores por aqui fazendo escala, da poesia Nós, de Cesário Verde. il. 1 cor.
Diário Popular, Letras e Artes, 9 julho. Rico e noutros climas…, da poesia Contrariedades, de Cesário Verde. il. 1 cor.
Diário Popular, Letras e Artes, 6 agosto. …Paris, S. Petersburgo, o Mundo!, da poesia Avé Marias, de Cesário Verde. il. 1 cor.
Diário Popular, Letras e Artes, 15 outubro. Jack, marujo inglês, da poesia Nós, de Cesário Verde. il. 1 cor.
Diário Popular, Letras e Artes, 22 outubro. Eu, que nada valho, da poesia Loira, de Cesário Verde. il. 1 cor.
1982
Diário Popular, Letras e Artes, 3 junho. Assoma na janela, da poesia Lisboa, de Gomes Leal. il. 1 cor.
Diário Popular, Letras e Artes, 17 junho. Léguas e mais léguas, da poesia Saudades de Lisboa, de Tomaz de Figueiredo. il. 1 cor.
1984
Diário Popular, 10 abril. Artes visuaisAntónio Araújo. il. 1 cor.
Diário Popular, 26 abril. Artes visuaisReinaldo Silva. il. 1 cor.
Diário Popular, 17 setembro. Artes visuaisCelebrando o centenário de Raul Proença. il. 1 cor.
Diário Popular, 2 novembro. Artes visuaisPomar no metropolitano. il. 1 cor.
1985
Diário Popular, 8 janeiro. Artes visuaisQuerubim Lapa, il. 1 cor.
Diário Popular4 fevereiro. Pequenas Notícias, «Satiou-se» na Galeria Almada Negreiros, il. 1 cor.
Diário Popular, 14 fevereiro. Exposição do centenário de Cortesão e Proença, il. 1 cor.
Diário Popular21 fevereiro. Artes Visuais, Beatrice Bulteau, il. 1 cor.
Diário Popular, 9 março. Enamoramento, por Francesco Alberoni. il. 1 cor.
Diário Popular, 16 março. Artes visuaisMiguel Vasques, il. 1 cor.
Diário Popular, 6 abril. Artes Visuais, João Mourão, il. 1 cor.
Diário Popular, 10 abril. Artes Visuais, Sá Machado, il. 1 cor.
Diário Popular, 15 maio. Pequenas Notícias, Urbano Tavares Rodrigues, il. 1 cor.
Diário Popular, 25 junho. Justino Alves, il. 1 cor.
Diário Popular, 5 julho. Artes visuaisLagoa Henriques, il. 1 cor.
Diário Popular, 25 outubro. A pintura de Rico Sequeira
Diário Popular, 30 outubro. Palolo, il. 1 cor.
Diário Popular, 7 dezembro. Não é fácil ser novo na opinião de Viteix, por Maria Celeste Costa. il. 1 cor.
sem data
Diário Popular, Catarina Baleiras deseja surpreender.
Diário Popular, Pessoa? Sim, mas….

PERIÓDICOS / Flama
1968
Flama, 16 fevereiro. Exposições e Expositores, António Botelho e Maria D’Arga. 2 il. 1 cor.
Flama, 8 março. Exposições e ExpositoresManuel Cargaleiro e Silva Palmeira. 2 il. 1 cor.
Maria Celeste Costa

EXPOSIÇÕES INDIVIDUAIS
Exposição de Pintura em Azulejo, Galeria Beira Vouga, Termas de S. Pedro do Sul, agosto de 1990.

EXPOSIÇÕES COLETIVAS
1.ª exposição de Colagem Contemporânea, 13 a 19 de Dezembro, Faculdade de Medicina, 1963.
1.ª Exposição dos Membros da Comissão do Boletim Arte da Sociedade Nacional de Belas Artes, SNBA, janeiro de 1963.
IX Salão da Primavera (com uma escultura). Junta de Turismo da Costa do Sol, 16 a 31 de maio de 1964.
Escultura, Pousada de São Filipe, Setúbal, 1985.
 

3 Responses

  1. Estou muito grata ao Jorge Silva por este trabalho, tornando visível o percurso da Maria Celeste Costa. Bem haja!

  2. Apreciável e gratificante trabalho de divulgação biográfica – o mais actual (e, único …porventura!) – que se fica devendo ao Jorge Silva e à iniciativa de uma recolha de dados da ‘minha/nossa querida Filha, Ana Ribeiro’. A MARIA Celeste Costa, deixou eloquentes testemunhos, de assinalável talento, de incomummente fina sensibilidade e excepcionais dotes de expressão plástica. Cinco anos inolvidáveis de intimidade profunda,companheirismo raramente fácil e duríssima mundivivência,,ligaram, à sua, a minha existência. Esse lustro dos anos sessenta …a beleza única da sua imagem «intacta, suspensa no Tempo» constituem grata e imperecível memória de um passado-presente cujo esquecimento amputaria a minha suposta realidade identitária …tal-qualmente a assumo. A Ela e à sua Família me orgulho ter pertencido. No espaço. No Tempo. E no amor.
    J-L. F. 2013.MARÇO.

  3. Harpa de Sol,
    Celeste!
    A tua Costa
    eram praias de Portugal…
    E na nóvel Lisboa
    erguia-se a sua sombra e sangue
    a moldar contornos
    de criaturas do subtil oleiro,
    linhas, contextos,
    cordas de instrumentos tocantes
    afinadíssimos,
    para onduladas danças

    Victor Ribeiro Ferreira

    Condolências a todos os próximos e peço perdão se há excesso no dito.

Deixe uma Resposta

Preencha os seus detalhes abaixo ou clique num ícone para iniciar sessão:

Logótipo da WordPress.com

Está a comentar usando a sua conta WordPress.com Terminar Sessão / Alterar )

Imagem do Twitter

Está a comentar usando a sua conta Twitter Terminar Sessão / Alterar )

Facebook photo

Está a comentar usando a sua conta Facebook Terminar Sessão / Alterar )

Google+ photo

Está a comentar usando a sua conta Google+ Terminar Sessão / Alterar )

Connecting to %s

Visitas

  • 373,446

Posts

%d bloggers like this: